h1

Mãos encontradas

20 de maio de 2014

Andava por aí,

procurando um pouco de calor

plantando versos

para colher uma história de amor

 

Não sabia o que fazer

com as minhas mãos

se colocava num casaco

ou entrelaçava em alguém

 

Esse meu sem-jeito

me fazia dançar contido

quando não colado

só pra sentir meu coração

– ou o do outro –

batendo fora do peito

 

Não sabia amar

e insistia no erro de doar

aquilo que não poderia ser de ninguém

além de mim mesmo

 

Hoje danço pra mim

e sem saber o que fazer

com as mãos

coloco-as ao meu redor

me abraço e sigo

 

Espero ao virar a esquina

encontrar o cupido

que acertará meu peito

na frente de um espelho

 

Lonely boy,

você é seu anjo-da-guarda

e seu melhor amigo”

 

Raphael Granucci Pequeno

 

One comment

  1. Brilhante, como sempre. Continue escrevendo sempre.🙂



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: