h1

Minha decadência

12 de abril de 2013

Não posso ser outro,

mas ainda não sou eu.

Estou preso neste ponto

buscando algo para ser meu.

 

Penso me conhecer

e ainda me engano,

engulo o orgulho

e ao chão sirvo de pano.

 

Trair-me é imperdoável,

mas me perdoo todo dia,

para poder continuar pecando

e fazendo o que não diria.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: