h1

Apatia

5 de abril de 2013

Queria não querer,

mas queria que você quisesse.

Em tanto querer

nada acontece.

 

Seu olhar me fulmina

pela vergonha da minha fraqueza.

Em mim, o medo

torna-se a única certeza.

 

Estou mostrando quem sou

e você me joga na lama.

Se antes de “amor”,

agora nem mais me chama.

 

Mas apesar e contudo,

nunca vou e permaneço.

Ficando aqui,

sem saber o que mereço.

 

Mas sua cruel apatia

fere-me a alma.

Quisera ser tão seu um dia,

mas hoje rouba-me a calma.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Apatia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: