h1

Vagarosamente

21 de março de 2013

Desate os nós

desfaça os laços

desconstrua os pontos

vagarosamente

 

dia após dia,

dê um passo

após o outro.

Caminhe para longe

vagarosamente

 

puxe o curativo

quando a ferida

ainda não está curada,

faça assim

vagarosamente

 

Vá sem medo,

sem desejo de voltar

na incerteza de ficar

mas vá embora

vagarosamente

 

Viva lá fora

porque aqui dentro nada resta

nada existe

mas o coração persiste

vagarosamente

 

Pronto para a última

batida neste peito cansado

vagarosamente, acabou,

viveu, mas parou

Agora já morreu.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: