h1

Meia estação

18 de fevereiro de 2013

Quando chega o verão,

nada pode melhor satisfazer

do que o calor intenso

a ponto de derreter.

 

Se a época é o inverno,

espero pelo frio cruel

a ponto de congelar os dedos

ao ficar ao léu.

 

Não quero viver no meio termo

de um outono sem término, uma primavera sem cor.

Quero a intensa verdade,

pulsante feito beija-flor.

 

Se é pra amar,

que seja um verdadeiro amor.

Meios sentimentos também não me interessam.

Gosto daquilo que tenha sabor.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: