h1

Desabafo da saudade

24 de novembro de 2012

Você promete ir embora

e sair de vez da minha vida,

depois diz que à noite chora

e que não há outra saída

 

além de voltar pra mim,

buscar meu amor tão quente.

Como pode me enganar assim

só por você estar tão carente?

 

Eu nunca quis que você fosse,

mas esta foi a sua decisão.

Feito uma criança sem seu doce,

eu me acostumei com a solidão.

 

Não é que eu seja tão forte,

talvez seja até muito fraco

para aguentar tão pouca sorte

de voltar para você e ficar aos cacos.

 

Sinto muito ainda sua falta

e confesso que choro escondido

quando qualquer lembrança me assalta,

deixando meu coração partido.

 

Se for para ir, então suma.

Não dê notícias ou esperanças.

Não aguento viver na bruma

deste desejo que nunca te alcança.

 

Mas se quiser comigo ficar,

ainda sou tanto e todo seu.

Ainda posso te arranjar um lugar,

se me jurar não mais dizer adeus.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: