h1

Silly no more silly boy

23 de outubro de 2012

Tolo,

pensava que me amavam

sem querer nada em troca.

Mas eles pouco se importam,

e isso já não me choca.

 

Duro acreditar,

mas se me amaram

foi pelos risos, carinhos e sexo

que sempre ofertei.

Os generoso dirão que não tem nexo

tudo aquilo que direi.

 

É verdade,

posso garantir.

Ninguém ama de graça.

Se nada é dado, pensam em partir,

se não têm o que os satisfaça.

 

Não estão errados,

a vida e o mundo são assim.

Apenas fui ingênuo demais

que ficariam comigo por mim

sem me trocar por rivais.

 

Entretanto, hoje sei a verdade

e tento não me incomodar.

Encontrariam um outro alguém em qualquer banheiro.

Eu já tento não me importar,

sou quem sou, e tenho meu valor por inteiro.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: