h1

2º recado na caixa postal

23 de outubro de 2012

O que me doeu mais

foi saber que eu não era,

não sou e nem serei exclusivo

em toda a sua vida.

 

Te tratei da maneira mais especial

e mais sincera possível.

Mas terá sempre alguém

a chamar a sua atenção.

 

Você olhará para o lado,

trocarão olhares e telefones,

talvez irão a um lugar mais tranqüilo

trocarão enfim beijos e carícias.

 

Nunca tão especial quanto eu,

nunca únicos também.

Você quer o mundo

porque quer aquilo que não pode ter.

 

E deixa passar o raro,

dispensa o mais caro.

Um amor dedicado e jogado no lixo

que você quebrou, enganou e traiu.

 

Me dói que ainda doa

saber o que você faz por aí.

Então faça longe de mim,

para meus olhos não verem

 

você desperdiçar tempo e carinho

e seu corpo tão perfeito

pelo caminho

com quem nunca te amaria mais que eu.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: