h1

Nosso filme de romance

9 de outubro de 2012

Sinto saudade da gente

de um tempo pra nós dois,

nos amando quentes e contentes

sem nunca ligar para o depois.

 

Conversar por horas ao telefone,

ouvir sua voz para dormir.

Ter sua companhia em noite insone,

e chorar baixinho ao te ver partir.

 

Mas já está sempre distante,

parece que para meu amor, é um ateu.

Procuro meu vicio, como um fumante,

mas sinto que do passado você se esqueceu.

 

Quando deitava em seus braços,

para sentir um carinho tão forte.

Amava a mim em cada pedaço,

seu corpo era sempre meu norte.

 

Os créditos subiram e só eu não vi?

Não aguento a falta que você deixou.

Quero que você me puxe para si

e relembre o quanto me amou.

 

Nosso filme não vai acabar,

deixa essa película rolar,

enquanto na sua cama me deito.

Venha, e não se afaste do meu peito.

 

Isso não será um Casablanca,

mas nunca terá um final feliz.

Só sua presença a saudade arranca,

e prova que me ama, não apenas o diz.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: