h1

Reminiscências de uma dor

16 de setembro de 2012

Eu queria que tudo fosse diferente.

Juro,

queria você presente,

só pra começar.

 

E não tenho pressa de acabar,

só pra dizer

o quanto queria você

 

aqui comigo

pra melhorar este domingo,

livrar-me da monotonia,

ser minha bela poesia.

 

Mas você não pode,

não conseguiu se conter.

E se meu coração explode

é apenas para se defender.

 

E se minha ferida dói,

É por causa da traição.

Saber que a culpa é sua me corrói,

porque pago pelo seu erro com a minha solidão.

 

Você escolheu por nós dois

quando não pensou no depois.

 

Chega de confissões,

cansei-me de lamentações.

 

Quero versos em atitude,

pensar num futuro em paz.

Minha carência já não me ilude

com nada que você faz.

 

Sonhos desfeitos

arrancados do peito,

doem como um câncer terminal.

Tratarei do meu jeito,

depois do que me foi feito,

livrarei-me do seu mal.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: