h1

Autossabotador

5 de setembro de 2012

E esse menino

a quem não nego nada

e tão pouco ensino

nos passos desta estrada,

tem-me por completo

sem nem me ter nos braços,

não me ama do jeito correto

mas ainda roubo seu cansaço.

 

Cuido de seus problemas

como se fossem mais que meus.

São partes tão pequenas

retribuídas sempre com um adeus.

 

Ele puxa o gatilho da dor

jurando que será a nossa salvação.

Voa para outras flores, é um beija-flor,

e meu néctar escorre-lhe até o chão.

 

Amo alguém

que não se ama o bastante

para me amar também.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: