h1

Vem

19 de julho de 2012

Vem, quero tê-lo em mim,

sentir seu amor até o fundo,

amando-me até achar o fim,

ser feliz por mais de um segundo.

 

Vem, que eu quero agora,

tocar com meus lábios sua pele.

Pro amor não determino hora,

quero que o meu amor você nivele.

 

Vem dentro do meu corpo morar

com seu sentimento e sua carne.

Dos seus braços não quero me soltar,

em outra vida, que como seu amor eu reencarne,

 

Vem viver como meu amante

único e exclusivo do meu amor egoísta.

Sem você comigo não sigo adiante,

é impossível sem você à minha vista.

 

Vem, e não mais me deixe só.

Quero seu corpo na minha cama,

entrelaçado em mim, como em um nó,

pois essa é a vontade de quem ama.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

One comment

  1. “Então vem pra perto, vem
    Vem depressa, vem sem fim
    Dentro de mim
    Que eu quero sentir o teu corpo pesando sobre o meu
    Vem, meu amor, vem pra mim
    Me abraça devagar
    Me beija e me faz esquecer…”



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: