h1

Companheira Saudade

16 de junho de 2012

Às vezes, quando sozinho,

sinto o seu cheiro e olho em volta.

Sem ver sua imagem, entro em desalinho,

sei que é a Saudade que me escolta.

 

Sei que é ela, companheira

que gosta de usar seu perfume.

Quando chega, sorrateira,

lembrando-me de você, como de costume.

 

Saudade é mimese do seu amor,

mas que não consegue suprir o prazer

da sua presença, seja como for,

e do seu abraço ao me acolher.

 

Invade meu peito, em cada canto

todos os dias e momentos.

Traz-me novamente o pranto

e tantos outros lamentos.

 

Um vazio e um aperto

impossíveis de classificar.

Sem você, estou em desacerto,

só tenho a Saudade para me consolar.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: