h1

Tarde na livraria.

15 de março de 2012

Viajo entre livros

amontoados em estantes.

Fixo o olhar em alguns,

mas dura poucos instantes.

 

Gostaria de decifrar

seus segredos e suas histórias,

às vezes coisas simples,

às vezes momentos de glória.

 

Pego um e analiso,

não sei o que procuro,

sou sempre aquele leitor

que fica em cima do muro.

 

Romances, contos ou poesias,

é como se escolhesse um marido.

Lógico que posso me frustrar e desistir,

mas tenho que ser seguro quanto ao escolhido.

 

Um livro é bem isso,

a companhia que estará comigo

em noites de solidão

na falta de um amigo.

 

E viajaremos juntos,

passaremos momentos lado a lado,

um suportando o outro,

nenhum sabendo quem está errado.

 

Como escolher meu livro,

aquele que merece meus dias.

Sempre na dúvida de escolher o outro,

crio minhas poesias.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: