h1

Tudo que tenho

10 de setembro de 2011

Nada de valor eu possuo

Além da minha palavra.

Palavra essa que é de grande valor,

Paradoxalmente ao nada que tenho.

 

Palavra que não é valiosa por juramento

Afinal, digo e desdigo e nisso sou o melhor.

 

Minha palavra vale porque toca,

Porque é sincera,

Porque é mais do que palavra,

É sentimento.

 

Não tenho muito em meu nome

Mas a par disso,

Tenho tudo, visto que em meu nome

Está tudo que já escrevi.

E mesmo esse tudo não sendo tudo,

É o todo que me completa

E por vezes, incompleta.

 

Gostaria de poder ter escrito

Sobre as pirâmides e a muralha da China.

Mas isso não me pertence,

Então falo sobre o amor.

 

Amor que eu sinto,

Mas é mais universal

Do que qualquer maravilha do mundo.

 

O amor é sentido em qualquer canto,

Mas há lugares que não possuem paredes, muros

E muito menos câmaras mortuárias.

 

Sendo assim,

Tenho em meu nome o sentimento.

Aquele que eu sinto,

Aquele que você sente.

Aquele que todos sentimos.

 

Então tenho tudo

Porque tenho minha palavra.

 

Raphael Granucci Pequeno

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: