h1

A morte de uma estrela.

25 de julho de 2011

De tempos em tempos surgem ídolos “marginais” que se postam no centro. Sempre com muito talento e pouquíssimo juízo eles cantam por uma parcela da humanidade que se sente deslocada e não consegue encontrar as respostas que procura em lugar algum. Para isso apelam a meios ilícitos, ou não. Encontram na voz, nas palavras, nas imagens do seu ídolo um conforto ao ver que não são os únicos vivendo aquela dor.

E assim muitas estrelas brilharam intensamente e intensamente também procuraram respostas nos lugares errados, que logo se apagaram.

É triste que isso aconteça com alguma pessoa, famosa ou não, mas acontece a todo tempo em todo lugar, mas só ganha notoriedade quando esta pessoa representa algo.

No final, tudo de resume a lição que esta pessoa deixou. Um talento divino que não foi capaz de salvá-la. Todos temos um talento, às vezes renegado ou cortado em algum momento. Será que esse talento seria capaz de nos salvar?

Você não precisa ser um cantor para mudar a vida das pessoas ou mostrar ao mundo suas frustrações. Tudo pode ser transformado em arte desde que seja verdadeiramente íntimo, real (mesmo sendo retratado de forma ficcional). Um escape da realidade individual para a realidade coletiva. Há diversas formas de fazer isso e salvar o outro, mas continuo pensando, isso pode nos salvar?

Uma perda recente mostrou que não foi o suficiente para uma pessoa que de tão perdida não conseguiu encontrar um retorno da autodestruição.

Porém, continuo a acreditar que toda salvação sai de dentro de nós mesmos. E assim eu me salvo diariamente de pequenas e grandes coisas da vida. Por que para alguns se torna tão difícil e para outros é questão de instinto?

A morte da Amy Winehouse não se deu quando encontraram seu corpo, mas a partir do momento que ela não brilhava para si mesma. E assim também se dá a nossa morte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: