h1

Só uma saidera.

21 de abril de 2011

Você chega, fica um pouco e quando eu tento lhe alcançar, você se esvai como o vento passando pelos meus cabelos.

Venha, fique mais um pouco e deixe-me segurar sua mão, passar meus braços pelo seu corpo e lhe manter mais perto.

Quero sentir seu calor, sua respiração, seu coração. Mas você insiste em ir antes que eu possa tocar seu pescoço com meus lábios, ou sequer tocar-lhe com minhas palavras.

Venha, fique mais um pouco.

Eu só quero falar da falta que cada célula do meu corpo sente de você, do seu cheiro, da sua voz, da textura da sua pele e dos seus lábios nos meus.

Venha, fique só mais um pouquinho.

Garanto que você iria querer ficar se ao menos soubesse ou sentisse aquilo que minha cabeça e meu coração anseiam lhe fazer sentir.

Mas você nunca fica o suficiente para isso. Você nunca fica para ter um pouco de mim.

Você sai antes de ouvir minha voz ou de sentir minha mão acariciando sua pele…

Venha e fique.

Fique pra sempre e serei todo seu. Eternamente seu.

Sei que é pedir demais quando você nem ao menos fica um pouquinho… Sei também que é prometer o óbvio, pois mesmo você não ficando, eu já me faço todo seu.

Venha e fique mais um pouco, que esse pouco já fará de mim o ser mais feliz de todo o Universo. O rei de todos os clichês de amor. O rei do próprio amor.

Então venha… E, por favor, demore pra ir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: