h1

“Viver não significa que você vive.”

23 de março de 2011

Muitas vezes uma dor (física ou emocional) nos faz desejar morrer, no sentido que aquela dor parasse. Porém, algo pior do que sentir a dor é não sentir nada. Nem dor, nem tristeza, nem alegria, nem felicidade.

Tudo é preenchido por um vazio, que vira “nada”.

Em meio a tantos sentimentos, é difícil encarar a falta deles. Nada lhe comove, emociona, ou assusta.

Viver como um zumbi. Será isso possível?

Procura-se preencher cada minuto com algo que lhe distraia dessa realidade, até o ponto que a distração é pouca. Ela já virou nada.

Você pode até se comover com um filme de vez em quando, mas sua vida continua estática. Seu coração bate no mesmo ritmo e sem motivação.

Que horror sentir isso!

Em meio a correria e realizações de sonhos, é fácil deixar-nos levar. “Esfriar”. As pessoas, levianas, cruzam nossos caminhos e não trazem nada mas levam um pouco de nossa esperança.

Quero indignação, tristeza, saudade, alegria, felicidadeTudo, menos vazio e melancolia!

Um relacionamento morno, com um amante ou amigo, não deveria nem ser considerado relacionamento.

Pessoas mornas, que não despertam nada, nem deveriam passar pela vida. Apesar, que é isso o que elas fazem. “Passam” pela vida, sem nunca, ou quase nunca, vivê-la.

Eu não quero ser como essas pessoas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: